Quando os que só acertam, erram…

Erros

O sucesso não é determinado pela ausência de erros e sim pela minimização deles em relação aos acertos.

Administrar os erros é uma das mais difíceis tarefas para os que sempre acertam.

Os que vencem criam em suas voltas uma aura de vencedores, inabaláveis, uma armadura quase inviolável que faz com que os que o vêem, enxerguem nele um super-homem. O grande problema é quando ele próprio se vê assim, ao seu olhar no espelho.

Warren Buffett, um dos homens mais ricos do mundo, considerado um dos maiores entendedores do sistema financeiro mundial, errou na crise, perdeu dinheiro, falhou…

Há quem diga que perdeu 1 bilhão e meio de dólares, mas outros dizem que chega a 25 bilhões… seja o que for, a perda foi grande e marca o erro de um estrategista genial, que acumulou fortuna e se tornou um dos homens mais poderosos do mundo.

Por mais que saibamos que em alguns momentos todos vão errar, temos a tendência de criar a ilusão de que em geral, quem sempre acerta, saberá para onde ir quando a maioria não sabe.

Durante o auge da crise as bolsas se esvaziaram, investidores corriam sem saber onde permanecer e para onde direcionar seus capitais. Enquanto muitos olhavam para Buffett na esperança que dele viesse uma genial solução, ouviram, decepcionados, o que ele disse em uma conferência para seus acionistas:

“Cometi erros por omissão, não agindo prontamente”

É nesse momento que um grande líder se destaca dos demais, não se preocupando em expor suas falhas, já que tem a certeza que, em seu percurso, acertou muito mais.

Assim como no post anterior “O efeito Titanic nas empresas”, trato da omissão da falha, neste, vou além, incentivo não só a solucionar os erros e sim a buscá-los exaustivamente até que sejam encontrados.

Entre em cada setor, cada funcionário, prática, projeto, direcionamento e veja quais falhas apresentam ou tem chances de apresentar a sua empresa.

Lembre-se que em tudo há falhas, mesmo quando não há erros, partindo do principio que se não é perfeito, tem intrínseco algo falho, incompleto.

Mas não neurotize tal prática.

Para que sua empresa tenha uma melhoria constante é preciso minimizar os erros, logo, para eliminá-los você deverá encontrá-los.

O que impede sua empresa de faturar mais?

Ter maiores lucros?

Entrar em outros territórios, vender em outras regiões?

Você tem um bom capital de giro ou está sempre estrangulado, por quê?

Pare por um momento e veja sua situação imparcialmente, detalhadamente e descubra os erros encobertos.

Falhas pequenas de hoje, amanhã, podem ser desastrosas, por isso, elimine-as desde o início.

Erros são administráveis, então, saiba agir com tranqüilidade e naturalidade.

Essa situação vale para Buffett, para mim e para você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s