5 – Tempo de perseverança

Escolhi essa foto por ser bem significativa.

Admiro o profissional Rubens Barrichello pela sua determinação, ou, se preferir, perseverança…

Como poucos, é um obstinado e vai além das críticas, acreditando que seu sonho, um dia, se realizará.

Em final de semana de corrida de Fórmula 1, quero refletir sobre você… hoje , sábado, talvez você esteja voltando do trabalho ou, sequer foi…

Como acredita que será o seu final de semana, já tem tudo programado?

Quais as chances de conseguir um final de semana que te possibilite descansar, se divertir e obter forças para enfrentar a próxima semana?

É curioso que quando se trata de planos pessoais, temos ambições mais leves, menos pressionadoras, nossas vontades vão se realizando com a determinação na dose certa, sem perda de foco…

Se há necessidade de um desvio, em geral, aceitamos resignadamente e sem tanta oposição… entre subidas e descidas, é mais fácil aceitar o que nos chega, no campo pessoal que profissional.

Este deveria ser um modelo para nossas práticas profissionais, já que muitas vezes, perdemos o foco pelo excesso de pressão e incapacidade de concentração, motivados pela imposição do ter que ser, ter que dar, ter que acontecer.

Perseverar, está mais relacionado a uma questão interna, pessoal, que externa e factual.

Como decidir a hora de ir adiante, ou deixar pra trás?

Até quando insistir?

Quando desistir?

Jamais haverá uma resposta precisa e matemática para essas questões, o que separa os vencedores dos perdedores é a percepção da vitória, ou do fracasso.

Há pessoas que dizem que desistiram de seus negócios pois ele não iria adiante, quando na realidade, elas não puderam ir mais além.

Outros insistem em algo que não poderá caminhar mais, pois não podem deixar seus sonhos e projetam, em suas realizações, o quem em realidade são, podem e conseguem, assim, desviar o percurso é, para alguns, fracassar ou desistir.

E você, como reage diante dos obstáculos?

Como está sua carreira?

Saber o caminho que está percorrendo é imprescindível para que você possa seguir no mesmo curso, ou desviar-se dele.

Perseverança consciente e assertiva é produtiva, ilusória e projetiva é perda de possibilidade.

Ao apostar em determinado percurso, faça, tentando encontrar todos os obstáculos, antevendo todas as dificuldades.

Desenvolva o planejamento de sua realização, com a perseverança necessária para enxergar quando ir, quando acelerar e quando diminuir.

Doses certas e tempos certos, ajustam o alvo, equilibram o percurso e promovem a conquista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s